Clínica Dra. Ana Lúcia Recio

pesquisa: 


 
26/01/2004 |Pioneiro (Caxias do Sul-RS)
Manchas de limão somem


Marcas deixadas pelo suco da fruta na pele podem durar semanas

Quer coisa mais gostosa do que tomar uma limonada ou uma caipirinha bem gelada na beira da praia? Pois é bom saber que o descuido na hora de manusear essas bebidas ou o próprio limão poderá resultar muitas vezes em manchas escuras que podem arder e até formar bolhas. Se você teve o azar de ficar manchado, não se desespere. As marcas não duram para sempre.

A dermatologista Miriam Janz Gutierrez explica que, a exemplo do limão, algumas frutas e plantas são ricas em uma substância fotossensibilizante e chamada furocumarina. Quanto entra em contato com a pele, esse composto é rapidamente absorvido e, com a exposição ao sol, provoca uma reação fotoquímica parecida com uma queimadura.

A mancha resultante desse processo é de cor amarronzada e aspecto variado - depende de como ocorreu o contato com a fruta ou o suco. A intensidade também depende do quanto foi absorvido pela pele, da intensidade do sol e do tempo em que a pele esteve exposta.

O aparecimento da marca pode ser imediato mas, em geral ocorre um dia depois da exposição. Segundo a dermatologista Ana Lúcia Recio, as manchas do limão não doem, mas podem causar ardência e até bolhas no local atingido. Quando isso ocorre, sugere a especialista, é bom procurar um serviço médico, pois existem pomadas antiflamatórias que ajudam a atenuar a irritação local.

Ao contrário do que muita gente pensa, as manchas do limão não ficarão impressas para sempre na pele. Independentemente do tamanho, e ainda que tenham formado bolhas, as marcas deixadas pela forucumarina desaparecem com a descamação natural da pele. Esse processo varia de acordo com cada pessoa e pode levar de três a oito semanas.